DIÁLOGOS GLOBAIS - ESPAÇO PÚBLICO E SOCIEDADE EM REDE - Debatedores: Claudia Favaro (Comitê Popular da Copa), Tássia Furtado (Massa Crítica), Anderson Girotto (Defesa Pública da Alegria), Briza Brizolla (Movimento Autônomo Utopia e Luta). Mediador: Mauri Cruz. Conexoes Globais 2014. Casa de Cultura Mario Quintana, Porto Alegre, RS. Foto: Eduardo Aigner

História

O Conexões Globais é um evento criado em 2012 com o objetivo de promover um grande encontro entre as culturas digital e popular, dando vida a um espaço de diálogo sobre os movimentos sociais em rede, novas mídias e formas criativas de participação. A mistura de debates com as mais diversas manifestações artísticas, oficinas e comunicação colaborativa fizeram de Porto Alegre um centro de criação e construção de novos caminhos em um mundo cada vez mais interconectado.

A colaboração e os diálogos conectados em rede do Conexões Globais ganharam o gosto do público desde 2012, data da primeira edição do evento. Cerca de 10 mil pessoas ocuparam a Casa de Cultura Mário Quintana (CCMQ), em Porto Alegre, de 25 a 29 de janeiro. Entre os principais convidados, se destacam nomes como o músico, compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil; a deputada e na época ministra da Secretaria Nacional de Direitos Humanos Maria do Rosário; e o jornalista Renato Rovai. Também houve espaço para música livre, circo, mostra de cinema, esquetes teatrais, apresentação de Vjs, Djs, cortejo, artes plásticas, fotografia e literatura.

Em 2013, o Conexões Globais aconteceu de 23 a 25 de maio na Travessa dos Cataventos da CCMQ, também em Porto Alegre. Foram ao todo 39 painelistas em 9 Diálogos Globais, reunindo nomes como o professor Eiríkur Bergmann, que contribuiu para elaborar a proposta de Constituição da Islândia, a primeira desenvolvida com auxílio de ferramentas em rede; o sueco Peter Sunde, um dos responsáveis pelo site de compartilhamento de arquivos Pirate Bay, que participou via webconferência; e o jornalista e ex-ministro de Comunicação Social do governo Lula, Franklin Martins. O lado cultural também foi privilegiado, com shows como os de Tonho Crocco, Frank Jorge e o herói da MPB e do Tropicalismo, Jorge Mautner. É possível conferir vídeos dessas e várias outras participações no canal do YouTube do Conexões2013. Mais de 8 mil pessoas circularam pelo local durante os três dias de Conexões Globais, com 21 horas de transmissão ao vivo e 50.457 visualizações.

Também ocupando os espaços da Casa de Cultura Mário Quintana, a edição 2014 do Conexões Globais ocorreu nos dias 24 e 25 de janeiro, paralelamente ao Fórum Social Temático, e atraiu mais de 3 mil pessoas. Atividades que foram sucessos nas edições anteriores foram realizadas novamente, como oficinas, Hub de Ideias (onde qualquer participante pode inscrever e realizar atividades dos mais diferentes tipos) e a Agência de Comunicação Colaborativa. Entre os principais convidados da terceira edição estiveram David Miranda, coordenador da campanha para que o Brasil conceda asilo a Edward Snowden e companheiro do jornalista Glenn Greenwald, que denunciou vigilância da NSA; o ativista social Ahmet M. Ogut, do movimento de resistência contra a destruição do parque Taksim, na Turqui; Bruno Torturra e Pablo Capilé, da Mídia Ninja (Narrativas Independentes Jornalismo e Ação); além do Governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro e do Ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho.

O Conexões 2014 trouxe, como novidade, o Encontrão Hacker, que desenvolveu aplicativos inovadores para ampliar o acesso às informações e dados governamentais, em parceria entre a Secretaria Geral da Presidência da República e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Foram seis debates (três a cada dia), que colocaram na pauta os protestos que agitaram o Brasil em junho de 2013 e movimentaram vários lugares do mundo, entre outros temas. Uma intensa programação de atividades culturais e artísticas, como shows musicais e exposição de artes visuais também estiveram na programação. Ao todo, foram 18 horas de transmissão ao vivo, contabilizando 32.568 acessos.

O formato inovador que cativou o público e mobilizou as redes nos anos de 2012, 2013 e 2014 teve sua metodologia adaptada com sucesso a outros grandes eventos, como a Arena Socioambiental (RJ, 2012), durante a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio+20; a Feira Brasil Rural Contemporâneo (RJ, 2012); a Cúpula Social do Mercosul (Brasília, 2012); e a ‪#‎ArenaNETmundial‬ (SP, 2014), que aconteceu em paralelo ao ‪#‎netmundial‬.

A construção de novos caminhos para um mundo em rede é coletiva e permanente. A história do Conexões Globais está sendo criada a cada nova edição – e você não é apenas espectador: é parte ativa e fundamental nessa caminhada comum. Participe das atividades, proponha discussões, interaja conosco pelas ferramentas digitais, conte e construa essa história com a gente!